quarta-feira, 14 de abril de 2010

Id

Nunca foi suficiente existir

Até que existiu comigo

Assim fui

Sem perceber

O que você era.


Silveira Machado

5 comentários:

Bia Carvalho disse...

Olá!
Você gosta de ler?
Então acho que você vai gostar do meu blog de livros:

Amor, Mistério e Sangue

Ele é especializado em Suspenses Românticos, mas de vez em quando eu falo sobre outros gêneros de livros também.
Quando puder, me faça uma visitinha e se quiser me seguir, eu vou adorar!

Cartografia n'alma disse...

É fácil perder a identidade quanddo se ama demais.
Eu sei do que digo...
bjks!!!
amo vir aqui!

The human who sold the world disse...

Será que vc viu via espelho?

Don Severo disse...

Olha ai,
esse Silveira!
Corta e serra,
Rima e conta
Como faz;
este, de fato,
é poeta,
que sabe lidar
com a paz!

Veleu?

Don Severo.

Cátia Gama disse...

É fácil deixar de ser quem era quando se nunca soube quem foi!!!