segunda-feira, 6 de julho de 2009

Ícaro

Balbuciou algumas palavras para seu assessor que por um acaso é tio de um de seus colegas de trabalho, pegou seu paletó de grife italiana, ajeitou sua gravata Gucci, olhou as horas em seu rolex ganhado de uma dessas empreiteiras e foi correndo trocar seus pontos de milhagens.


Silveira Machado

2 comentários:

Érica disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
CGM disse...

Esse é um retrato muito comum, que as vezes achamos normal. Tão normal que já não protestamos mais, apenas aguardamos em silêncio no comodismo.