segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Na solidão de um samba solteiro

Troquemos todo amor que temos

Numa feira de desilusão

Na barraca de certezas

De uma dona chamada Razão





Entreguemos nossas vidas

Com sorrisos, histórias e paixão

Compremos apenas na feira

Força pra ti dizer não

GMachado

Um comentário:

CGM disse...

Adoro todos os teus poemas, mas esse fala de uma luta real que enfrentamos sempre: Razão X Emoção. Não se sabe quem vai ganhar,porém quem acaba perdendo sempre somos nós.